Quando DAR não custa NADA mas ajuda MUITO

Os Açores são um conjunto de 9 pequenas ilhas, mas o coração dos açorianos é grande.

Ao longo das últimas semanas, em São Miguel temos visto a população mover esforços para que a ajuda chegue a quem mais precisa. E, mesmo sendo esta ajuda bastante humilde quando comparada com as necessidades atuais do povo Ucraniano, temos que nos guiar pela máxima que todo o pouco conta e aqui o pouco é grande. Todo o esforço e trabalho que têm sido desenvolvido por movimentos de voluntariado e apoios institucionais têm resultado em várias toneladas de mantimentos doados que partem de Ponta Delgada, em contentores, para chegar ao seu destino.

O CDIJ MOSAICO, e os seus jovens, quiseram fazer uma modesta contribuição para este movimento, ao participar da organização e embalamento dos bens no passado dia 9 de março e, ao mesmo tempo, incutir nos jovens o sentido e importância de fazer voluntariado e agir de forma pró social sentindo o poder transformador da empatia, cooperação e respeito.

Sendo que, “a solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana” (Franz Kafka), este sentimento deve ser estimulado, principalmente numa etapa do desenvolvimento fulcral como a adolescência, estando associada ao desenvolvimento moral, à diminuição de comportamentos agressivos e à promoção de uma cultura de generosidade e reciprocidade.

Um bem aja a todos os que estão a participar nestas manifestações de solidariedade e que todos nós possamos modelar as gerações mais jovens através do exemplo e da disponibilização de oportunidades para agirem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.